COBERTURA ESPECIAL - BRICS - Naval

27 de Novembro, 2019 - 10:30 ( Brasília )

Comando do 7º Distrito Naval compõe a Força Tarefa Interagências durante a XI Cúpula do BRICS 2019


Durante a XI Cúpula do BRICS, que ocorreu em Brasília-DF, no período de 12 a 15 de novembro, a Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 7° Distrito Naval, compôs a Força Tarefa Interagências BRICS 2019 (FTI BRICS) e, atuando de forma integrada com diversos outros órgãos, teve participação na garantia da segurança dos líderes do BRICS e de suas delegações.

O Capitão dos Portos de Brasília foi designado Comandante da Força-Tarefa de Segurança Lacustre (FT 273), a quem coube a missão de prover a segurança, no Lago Paranoá, das áreas adjacentes ao Hotel Royal Tulip - onde ficou hospedado o Presidente da China, bem como do Palácio da Alvorada e do Centro Internacional de Convenções do Brasil - onde ocorreu o encontro dos líderes para o Fórum Empresarial. Para o cumprimento da tarefa atribuída, o Comandante da Força - Tarefa (CFT) assumiu o controle operacional de um pelotão de fuzileiros navais do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB).

Ao todo, foram empregados pelo CFT na Operação BRICS 2019 um efetivo de 92 militares, 10 embarcações e 4 viaturas. O GptFNB apoiou a FTI BRICS, ainda, com 12 motocicletas e batedores que foram empregados, principalmente, na escolta do Presidente da Rússia durante os deslocamentos rodoviários.

Militares garantiram a segurança lacustre no hotel onde ficou hospedado o Presidente chinês


VEJA MAIS