COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Naval

20 de Setembro, 2019 - 12:30 ( Brasília )

BR-US: USS LHD1 WASP Operará com a MB em Outubro?

Ao navegar para seu novo porto na Virgínia o LHC-1 Wasp com grupo de fuzileiros e MV-22B Ospreys,



Military.com
Redação DefesaNet

 

Cerca de 200 fuzileiros navais (USMC) e marinheiros (US Navy) treinarão com seus parceiros da América Central e do Sul, enquanto o navio de assalto anfíbio USS LHD-1 Wasp fizer a sua rota para o seu novo porto na Virgínia, costa leste dos Estados Unidos.

Os membros da 13ª Unidade Expedicionária Marinha (Marine Expeditionary Unit-MEU) da Califórnia passarão outubro na área de operações do Comando Sul dos EUA (US SOUTHCOM), formando a Força-Tarefa Marítima de Força-Tarefa Marítima Aéreo-Terrestre  (Special Purpose Marine Air-Ground Task Force-Wasp), enquanto o anfíbio segue do Japão para a Costa Leste.

O LHD-1 Wasp passará por todo o continente sul-americano, afirmou o porta-voz do US SOUTHCOM Naval Force, o comandante Kate Meadows. As unidades da US Navy a bordo do LHD-1 Wasp  incluirá membros do: 2º Batalhão, 5º Fuzileiros; Esquadrão 166 Tiltrotor Médio, e 1º Grupo de Logística Marinha.

As autoridades da Marinha não quiseram dizer onde o navio irá parar e quais treinamentos serão realizados, citando sensibilidades diplomáticas caso for anunciado os locais. Mas em um comunicado à imprensa anunciando o embarque, as autoridades disseram que os fuzileiros navais querem aproveitar o treinamento que fizeram na região, pois "[buscam] oportunidades adicionais para apoiar outras nações parceiras" lá.

O coronel Andrew Priddy, comandante da unidade, disse no comunicado que os fuzileiros navais e os marinheiros estarão envolvidos em vários eventos com temas humanitários.

Isso marca pelo menos a terceira vez, em cinco anos, que os serviços marítimos enviaram um navio anfíbio e uma unidade marítima para treinar com aliados na região.

No ano passado, cerca de 200 fuzileiros navais passaram seis semanas trabalhando com os peruanos enquanto se preparavam para missões de assistência humanitária e de ajuda em casos de desastres. Os fuzileiros navais navegaram para a América do Sul a bordo do navio anfíbio Somerset.

Em 2014, fuzileiros navais e marinheiros a bordo do navio de assalto anfíbio America fizeram quatro paradas na América do Sul enquanto o navio transitava pelo continente de seu estaleiro para San Diego. A América, que substituiu a WASP no Japão, fez paradas na Colômbia, Brasil, Chile e Peru nesse trânsito.

Todos os anos, durante a temporada de furacões, o Corpo de Fuzileiros Navais também envia uma unidade terrestre para fins especiais à América Central. Esses fuzileiros navais treinam com parceiros em Honduras, Guatemala, Belize e El Salvador e permanecem em modo de espera para ajudar se ocorrer um desastre natural.

Os fuzileiros navais a bordo do LHD-1 Wasp inclui o  MV-22B Osprey, que costuma ser usado para mover pessoas e equipamentos durante missões humanitárias.

Lembrar que recentemente as Forças Americanas e Brasileiras trabalharam com outros países na UNITAS LX.


VEJA MAIS