COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Geopolítica

18 de Setembro, 2019 - 10:00 ( Brasília )

Subcomissão que monitora acordo com EUA irá a Alcântara

A ideia é garantir o bom uso do Centro de Lançamentos maranhense e a retomada das negociações com as comunidades quilombolas

Metrópoles
Via NotImp FAB


Subcomissão Permanente que vai acompanhar e debater as tratativas do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) deve promover, entre suas primeiras ações, uma visita à Alcântara (MA).

A decisão foi um pedido feito pelos deputados federais que integram o colegiado, durante a apresentação do plano de trabalho, nesta terça-feira (17/09/2019).

Prestes a ser votado pelo Plenário da Câmara dos Deputados, após um pedido de urgência ser aprovado, o AST deverá ser monitorado pelos parlamentares da Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Casa. Entre as missões do grupo está a de garantir o bom uso do Centro de Lançamentos maranhense e a retomada das negociações com as comunidades quilombolas, que reivindicam a resolução de passivos desde a instalação da Base, em 1983.

Presidida pelo vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, sob a relatoria da deputada Luiza Erundina (PSol-SP), nomes do PP, PT, PSB, PSD, Republicanos (ex-PRB) e DEM integram a comitiva. Maranhense, Jerry têm defendido que o acordo firmado com o governo americano seja usado para estabelecer a convergência entre o desenvolvimento e a solução de danos causados à população local.

Além da visita, que ainda deverá ter sua data definida, também serão realizados seminários e outras visitas técnicas à região, a fim de compreender mais profundamente do que se trata o acordo e quais os impactos sobre a sociedade.



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 14 NOV, 15:30

MAIS LIDAS

Brasil - EUA