COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Defesa

10 de Agosto, 2018 - 02:00 ( Brasília )

BR-US – Secretário Defesa James Mattis visita o Brasil

O secretário de Defesa dos Estados Unidos James N, Mattis planeja uma viagem à América do Sul para se reunir com altos funcionários de defesa




O secretário de Defesa, James N. Mattis (também chamado Mad Dog), embarca no dia 12 de agosto, para a sua primeira viagem à América do Sul desde que é assumiu como Secretário do Departamento de Defesa, anunciou na quinta-feira (09 AGO 2018) o Pentágono.

A Casa Branca declarou 2018 como o "Ano das Américas", e a viagem do secretário ressalta os fortes laços de defesa do departamento com Brasil, Argentina, Chile e Colômbia, disseram autoridades, acrescentando que essas relações são críticas para um Hemisfério Ocidental colaborativo, próspero e seguro.

Mattis começará sua viagem pelo Brasil, na segunda-feira (13AGO2018), em Brasília.O Pentágono não detalhou os encontros em Brasília. Mas Mattis certamente se reunirá com os ministros de Defesa, general Joaquim Silva e Luna,  da Segurança Pública, Raul Jungmann. O Itamaraty confirmou ontem o encontro do general americano com o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.

Na terça-feira falará na Escola Superior de Guerra (ESG) e visitará o monumento nacional aos militares brasileiros mortos na Segunda Guerra Mundial, ambos os eventos no Rio de Janeiro.

O secretário visitará a Argentina, onde se reunirá com altos funcionários de defesa para discutir questões de defesa de interesse mútuo.

Sua terceira parada é o Chile para trocar perspectivas estratégicas com altos funcionários.

Mattis concluirá sua viagem na Colômbia, onde se encontrará com membros da recém empossada administração de Ivan Duque.

Pautas

Um dos possíveis temas de sua visita será a decisão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) de instalar um novo quartel-general para a defesa do oceano. Reunidos em Bruxelas em 11 de julho, os líderes da Otan concordaram com a instalação de um quartel-general para a defesa do Atlântico, em caso de conflitos. A Colômbia foi aceita como “Sócio Global” um status especial da OTAN agora em julho.

No Brasil há a possibilidade de discussões sobre Alcântara e Missões Conjuntas Brasil-Estados Unidos. Certamente discussões sobre o acordo EMBRAER-BOEING na área militar.

No caso do Brasil em curto espaço tivemos a visita do VP Mike Pence e do Chefe de Operações Navais (CNO) Almirante John Richardson.