COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Naval

04 de Maio, 2018 - 10:10 ( Brasília )

Marinha do Brasil participará da “Operação Multinacional Panamax 2018”


A Marinha do Brasil participará do planejamento e execução da “Operação Multinacional Panamax 2018”, que será conduzida no período de 30 de julho a 10 de agosto, em cidades dos Estados Unidos e do Panamá.

A “Operação Panamax” é um exercício multinacional instituído em 2003 pelos Estados Unidos, Panamá e Chile. Um cenário fictício de crise é gerado nas proximidades do Canal do Panamá, pela ameaça de ataques oriundos de uma organização extremista violenta, afetando a livre navegação e comércio.

No contexto, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas promulga uma resolução estabelecendo uma Força Multinacional para restabelecer a segurança da navegação na área marítima adjacente ao Canal.

A operação contará, este ano, com a participação de representantes de 23 países, entre eles o Brasil. O Comandante da 2ª Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Fernando Ranauro Cozzolino, foi designado Comandante da Força Marítima Componente Combinada, cujo Estado-Maior multinacional será composto por cerca de 300 militares, na cidade de Mayport-EUA.

A delegação da Marinha do Brasil será composta por 20 militares de diversas organizações militares. Para a preparação do Estado-Maior brasileiro, a Escola de Guerra Naval está prestando assessoria no que tange à qualificação no processo de planejamento de operações multinacionais, utilizando a metodologia estadunidense (NPP – Navy Planning Process).

Adicionalmente, o plano de estudos em construção servirá como repertório de conhecimento para futuros planejamentos multinacionais.

Marinha do Brasil participa do Seminário “Ecobrasil–2018”

Foi realizado, nos dias 24 e 25 de abril, no Hotel Mirador, Rio de Janeiro-RJ, o “Ecobrasil 2018” - 14º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente.

A exemplo das edições anteriores, a Marinha do Brasil (MB) mais uma vez esteve presente ao evento, que contou com palestras sobre temas variados, incluindo a coleta de resíduos de embarcações, a importância da responsabilidade socioambiental dos portos e as mudanças climáticas e seus impactos nas zonas costeiras brasileiras.

A Diretoria de Portos e Costas (DPC), como representante da Autoridade Marítima Brasileira para assuntos do meio ambiente, participou do encontro por meio do Encarregado da Divisão de Laudo Técnico Ambiental da Superintendência de Meio Ambiente, Primeiro-Tenente (RM2-T) Tadeu Domingues de Oliveira.

O oficial ministrou palestra sobre o histórico de acidentes ambientais no mar e destacou o papel da Autoridade Marítima no contexto ambiental, reforçando o compromisso da MB em contribuir para o aprimoramento de normas que garantam a segurança do tráfego aquaviário e a redução da poluição causada por navios, plataformas e suas instalações de apoio.

Além da MB, participaram do evento representantes de organizações como o Ministério do Meio Ambiente, a Agência Nacional de Transporte Aquaviário, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a Agência Nacional do Petróleo e Gás e Biocombustíveis, Petrobras, o Conselho Nacional de Praticagem, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).



Outras coberturas especiais


Cyberwar

Cyberwar

Última atualização 25 MAI, 13:00

MAIS LIDAS

Brasil - EUA