COBERTURA ESPECIAL - Brasil - Alemanha - Defesa

18 de Fevereiro, 2019 - 11:30 ( Brasília )

Munich Security Conference - Merkel quer facilitar exportações de armas

Em pronunciamento na 55ª Conferência de Segurança de Munique (MSC) a Chanceler Angela Merkel anuncia nova política de exportação de armamentos


Daniel Brössler e Paul-Anton Krüger
Süddeutsche Zeitung -17 Fevereiro 2019

 
 A chanceler alemã Angela Merkel quer regras europeias uniformes para as exportações de armas. Na prática, isso significaria uma liberalização da política alemã de exportação de armas, que é rigorosa em comparação com a França ou o Reino Unido.
 
A chanceler Angela Merkel (CDU) pronunciou-se a favor da exportação de armas em favor de regras uniformes na Europa. Desta forma, a coalizão política em Berlim está caminhando para um novo conflito. Na Conferência de Segurança em Munique (MSC), Merkel disse que "se não tivermos uma cultura comum de exportação de armamentos na Europa em vista da planejada construção conjunta de um novo caça, então o desenvolvimento de sistemas de armas comuns também estará em risco".

EXIBIÇÃO

Merkel prosseguiu dizendo que não se pode falar de um exército europeu e de uma política comum de armamentos se alguém não estiver preparado ao mesmo tempo para adotar uma política comum de exportação de armas. Da mesma forma, a Ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen (CDU), disse: Berlim está comprometida com o princípio da maioria na política externa européia, mas também é preciso reconhecer que "as posições máximas alemãs não são aceitáveis para a maioria". Nas exportações de armas, "nós, alemães, não devemos fingir que somos mais morais que a França, ou mais perspicazes do que a Grã-Bretanha em termos de direitos humanos".

França lida com entregas de armas mais liberalmente do que a Alemanha

Por outro lado, disse o vice-líder do grupo parlamentar SPD Rolf Mützenich afimou que ao Süddeutsche Zeitung , que a posição de Leyen como loucura, de a política de exportação de armamentos da Alemanha ser uma competição moral entre os países europeus. "Nossos princípios são a consequência da história alemã e das convicções políticas e de paz". Uma indústria de defesa europeia comum necessita de futuras regras vinculativas. No entanto, estes teriam que continuar a aumentar as exportações de armas. As exportações de armas para áreas de guerra e tensão devem geralmente ser proibidas.

A França lida com o fornecimento de armas muito mais liberais do que a Alemanha. Um porta-voz do governo federal disse que os dois países "colocaram em prática um primeiro voto político sobre as práticas de exportação de armas em relação a projetos e suprimentos conjuntos" em janeiro. Um acordo intergovernamental entre Paris e Berlim sobre questões de exportação de armas não havia sido concluído antes da assinatura do Tratado de Aachen sobre a cooperação franco-alemã.

Alemanha e França querem desenvolver sistemas de armas juntos



O jornal inglês  The Mirror relatou um "pacto suplementar secreto" por meio do qual os governos geralmente não se oporiam às suas respectivas exportações de projetos conjuntos, exceto "em casos excepcionais, quando seus interesses imediatos ou segurança nacional estarem em risco".

Alemanha e França querem trabalhar juntas para desenvolver o Sistema Futuro de Combate Aéreo(Future Combat Air System - FCAS), que incluirá um caça e drones de sexta geração. A Espanha aderiu ao projeto na semana passada, que está aberto a outros parceiros. O FCAS deve substituir o Eurofighter na Luftwaffe e o Rafale no Armée de l´Air e Marine Nationale, em 2040.




Um estudo preliminar do que pode ser o FCAS. @DassaultonAir

Nota DefesaNet

Também em desenvolvimento um Carro de Combate entre as empresas KMW e Nexter para substituir os Leopard 2 e Leclerc.

A fala da Chanceler Merkel também impacta em programa oferecidos pela indústria de defesa alemão ao Brasil, como as Corvetas MEKO da thyssenkrupp Marine Systems, em consórcio com a EMBRAER Defesa & Segurança, no Programa Corveta Classe Tamandaré da Marinha do Brasil.

Assim como as possíveis alternativas de substituição do Carro de Combate  KMW Leopard1A5BR em operação pelo Exército Brasileiro.


O Editor

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Fogo-Fire-Feuer-Feu

Fogo-Fire-Feuer-Feu

Última atualização 20 OUT, 11:54

MAIS LIDAS

Brasil - Alemanha