COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa

10 de Agosto, 2017 - 13:00 ( Brasília )

DefesaNet / HOMENAGEM - Jairo Candido



 

DefesaNet / HOMENAGEM
a Jairo Candido

 

“Nada se faz sozinho”...
 
... costumava dizer Jairo Candido, falecido recentemente, o líder empresarial que conduziu o processo de inserção da indústria de Defesa na agenda do Estado

 


 
Em 2004, o industrial Paulo Skaf era candidato à presidência da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Na busca por adesões a sua candidatura, ele procurou o coronel reformado Roberto de Carvalho e o empresário Jairo Candido, na ocasião, respectivamente, presidente e vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa (ABIMDE), que confirmaram o apoio, pedindo-lhe que, se eleito, incluísse o setor industrial de Defesa na estrutura da FIESP. Skaf entendeu a difícil situação da indústria. Eleito, criou o Comitê da Indústria de Defesa (COMDEFESA).
         
Convidado para o cargo de diretor-titular do novo comitê da indústria, Jairo Candido desligou-se da diretoria da ABIMDE. Criativo, dedicado e carismático, sua primeira medida foi buscar uma interação mais estreita com o Ministério da Defesa e as Forças Armadas. Três anos depois, o COMDEFESA foi renomeado Departamento da Indústria de Defesa, manteve a sigla original e sua vinculação à FIESP.

Em dezembro de 2008, o governo criou a Estratégia Nacional de Defesa, importante documento para modernização das Forças Armadas e reestruturação da indústria de Defesa, conduzido sob a responsabilidade do Estado e não mais de governo. O Brasil estabelecia assim um novo modelo para a Defesa Nacional.
         
O COMDEFES participou ativamente da reestruturação da indústria de Defesa. Como fórum de alto nível, suas sugestões ao governo, alinhadas com as ações das demais entidades do setor, contribuíram para o novo modelo de Defesa. Em 2014, nos dez anos do Comdefesa, as conquistas na indústria de Defesa eram muitas, entre as quais arcabouço legal, benefícios fiscais e atuação nos programas das Forças Armadas.

“Fomos felizes nesse objetivo pela própria consciência com que o governo passou a olhar a Defesa Nacional.”, lembrou Candido na ocasião, salientando: “quando a causa maior é servir ao Brasil, nada se faz sozinho”.
         
Modesto, com empenho, sabedoria e competência Candido soube defender os interesses da indústria. Em suas reuniões mensais na sede da FIESP, o COMDEFESA analisou e discutiutemas da maior relevância estratégica para o país. Suas sugestões agregaram valor e se ajustaram aos ideais do Estado de fortalecimento da soberania nacional.

Hoje, outros comitês semelhantes, vinculados às demais federações industriais do país, contribuem para avançar e consolidar a participação da Base Industrial de Defesa do Brasil no processo de desenvolvimento nacional.
 
Líder por excelência
 
Jairo Candido foi um líder empresarial atuante na reorganização e modernização do setor. Ético, ele jamais promoveu suas próprias empresas nas reuniões do Comdefesa. Mas, fazia questão de abrir espaço nessas ocasiões para difundir a importância das empresas do segmento. Cordial e atencioso, junto com Paulo Skaf, ele recepcionava as autoridades civis e militares que participavam dos eventos do Comdefesa na FIESP.
         
Natural da cidade paulista de Santo Anastácio, teve uma vida profissional destacada. Bacharel em Ciências Jurídicas pela Faculdade Valeparaibana de Ensino, de São José dos Campos, e em Administração de Empresas Públicas e Privadas pelo Instituto Superior Senador Fláquer, de Santo André, cursou Direito Administrativo na PUC/SP e Gerência de CPD na PUC/RJ.

Sócio-titular da Jairo Candido e Advogados Associados, foi secretário de Planejamento da Prefeitura de Guarulhos, assessor do governador André Franco Montoro, secretário de Finanças da Prefeitura de Mauá e diretor do Departamento de Dados da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Em 1979, sua primeira esposa  Edi Candido, economista, fundou uma pequena tecelagem em São Bernardo do Campo (SP) – a INBRAFILTRO Indústria e Comércio. Em 1986, Jairo Candido e seu primo Lourival Candido passaram a constar do contrato social da INBRAFILTRO.
        
Investindo em pesquisa e inovação, em poucos anos, de fabricante de tecidos técnicos e industriais, a Inbrafiltro tornou-se um sólido grupo de empresarial, com instalações próprias no município de Mauá (SP), onde funcionam as linhas de produção e os laboratórios de química, de ótica, de balística e de materiais da empresa. Com novas tecnologias, o grupo tem produzido uma variedade de produtos estratégicos exclusivos, civis e militares.
         
No campo da Defesa, a INBRAFILTRO iniciou-se fabricando anteparos balísticos flexíveis, coletes e capacetes de projeto militar. Ao diversificar sua linha de produtos militares passou a projetar e a desenvolver veículos blindados para emprego policial e militar, portas blindadas para aeronaves, blindagem de automóveis e vidros balísticos, sem esquecer sua vocação original. Suas subsidiárias empregam centenas de funcionários, trabalhando em três turnos.
 
Memória  
 
A FIESP atua no fortalecimento do parque industrial paulista em prol do desenvolvimento da economia nacional e da sociedade brasileira. O Comdefesa nasceu com a mesma motivação. Uma de suas metas é congregar o maior número de empresas, ainda que de setores diferentes, porém capazes de atender, através da dualidade, os requisitos da Defesa Nacional.
         
Sob a regência de Jairo Candido, o Comdefesa ganhou projeção não apenas pelas conquistas que amealhou em nome da Base Industrial de Defesa, mas também pela promoção das Forças Armada, de eventos culturais sobre o setor e outras atividades legadas ao setor.
   
No dia 18 de julho passado, uma terça-feira, Jairo Candido faleceu aos 74 anos de idade. Ao longo dos anos, conquistou uma legião de amigos e admiradores. O coronel Roberto de Carvalho, que conviveu com ele por quase duas décadas, em depoimento em memória ao amigo que se foi, diz com visível emoção: “na ABIMDE, como meu vice-presidente, ele sempre me apoiou. Juntos, defendemos o melhor para o setor. Como diretor-titular do Comdefesa, ele foi um lídimo representante e condutor dos pleitos da indústria de Defesa. Ele foi verdadeiramente um amigo, dedicado, leal e honesto, um brasileiro da melhor qualidade”.
         
A FIESP vai inaugurar este ano uma Escola do Sistema SENAI na cidade de Mauá. No dia 8 de agosto passado, a federação paulista homenageou o saudoso diretor-titular do Comdefesa. Na ocasião, Paulo Skaf, um dos seus amigos mais próximos, informou que a nova unidade SENAI-SP terá o nome Jairo Candido, homenagem justa ao industrial que semeou contribuições sociais em benefício da população do município.
        




Homenagém póstuma na Reunião COMDEFESA do dia 08 AGO 2017. Na ponta esquerda da mesa a viúva D. Cleusa. Foto - DefesaNet

Na Reunião Mensal do COMDEFESA realizada no dia 08 Agosto 2017, o Sr Sérgio Vaquelli proferiu a seguinte Homenagem Póstuma.

Senhoras e Senhores,

D. Cleuza (Viuva),

Peço licença para, em poucos minutos, fazer um registro, uma homenagem póstuma a um grande amigo, um bom chefe de família, um empresário criativo, honrado e trabalhador que muito fez pelo Brasil.

Desejo homenagear o Dr. Jairo Candido, falecido no último dia 18 de julho aos 74 anos de idade.

Venho aqui falar de Jairo Candido não apenas como um amigo tomado pela saudade, mas também como um dos diretores da Diretoria da Indústria de Defesa da FIESP que homenageia um homem que foi acima de tudo, a inspiração de toda uma geração de empresários e pessoas preocupadas com o Brasil e em particular com a indústria nacional e as forças armadas nacionais.

Eu cheguei ao Comdefesa em 2012 e, durante todos estes anos, foram centenas as vezes que acompanhei o trabalho do Dr. Jairo Candido em reuniões, visitas e eventos.

Sob sua liderança, estabeleceu o Comitê da Indústria de Defesa – Comdefesa, em 2004.

O COMDEFESA cresceu e se tornou o Departamento da Indústria de Defesa da FIESP. O COMDEFESA, sob a direção de Jairo Candido tornou-se referência e agora esta iniciativa é reproduzida em outros COMDEFESAS nas federações das indústrias de vários outros estados brasileiros.

Aprendi muito com ele. Aprendi com sua simplicidade, com sua firmeza no exercício da autoridade, com seu espírito de justiça, com sua coragem, sua capacidade de trabalho e, sobretudo com sua capacidade de agregar e motivar seus pares na incansável defesa da indústria de defesa nacional.

Possuía um estilo agregador e ao mesmo tempo pacificador.

Jairo nasceu em 27 de outubro no ano de 1942.

Formou-se em direito, mas quis o destino que ele também se envolvesse em atividades industriais. Tornou-se um empresário visionário e arrojado e desenvolveu produtos e abriu novos mercados.

Em 1985 participou da fundação da ABIMDE – Associação Brasileira das Indústrias de Material de Defesa e Segurança e foi seu primeiro diretor. À frente da ABIMDE inicialmente, e posteriormente no COMDEFESA, honrou todos os seus pares, fossem amigos ou concorrentes.

Durante toda sua vida profissional cultivou um intenso relacionamento com as forças armadas brasileiras a quem tinha enorme respeito e admiração.

Jairo Candido deixou sua marca nesta vida. Seu legado nunca será esquecido. Como empresário honrou seus colaboradores.

Senhoras e Senhores peço a Deus que permita mantermos sempre na memória a lembrança e o exemplo de nosso amigo Jairo Candido.

E que Ele amenize este doloroso momento pelo qual passam todos os seus familiares e entes queridos.

Obrigado,

Sergio Vaquelli

VEJA MAIS