COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Tecnologia

20 de Abril, 2016 - 12:50 ( Brasília )

São José dos Campos mantém exportações, mas perde o Mercosul



Júlio Ottoboni
Correspondente Especial DefesaNet


São José dos Campos exportou mais de US$ 1 bilhão em produtos nos três primeiros meses deste ano, um aumento de quase 23% em relação ao mesmo período de 2015, segundo os dados mais recentes da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com uma grande diferença, a Argentina que era há cinco anos o principal mercado praticamente desapareceu a lista da exportação. E a EMBRAER se tornou praticamente o único esteio da economia local, que ainda contava com a Petrobras e com a General Motors.

Os Estados Unidos receberam a maior parte do valor das exportações do primeiro trimestre de 2016, respondendo por mais de 58% do total, um decréscimo de 15 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado. A China é a segunda, com 7,7% seguida do México (4,7%) e o Reino Unido (4%). O Mercosul praticamente desapareceu na relação das exportações.

Em março, o município exportou US$ 466,7 milhões, quase 40% a mais do que no mesmo mês do ano passado.  Pelos dados do ministério,  São José passou para a quarta posição do ranking dos principais municípios exportadores do país, atrás apenas das capitais São Paulo e Rio de Janeiro e da cidade de Paranaguá (PR).

São José importou US$ 731 milhões no primeiro trimestre deste ano, deixando um saldo positivo de US$ 332,5 milhões na balança comercial, muito disto em razão da grande desvalorização do dólar.  Entre os primeiros trimestres desde 2010, esse foi o melhor resultado até o momento. Na época, a cidade  registrou um saldo de US$ 487,9 milhões na balança.

Os aviões e peças aeronáuticas continuam o principal produto para as vendas externas. O eu mostra uma dependência cada vez maior de apenas um segmento, o aeronáutico, e principalmente da Embraer. O desalinho deu-se no mercado de veículos e autopeças. Esse segmento atrofiou significativamente, em particular com o início do fim das atividades da fábrica da General Motors e todo o parque fabril envolvendo os fornecedores diretos e indiretos da multinacional. Esse foi o principal motivo da Argentina desaparecer da lista.

Em 2011, quando em agosto o município só perdeu em exportações para a capital São Paulo, a divisão dos mercados era Os principais produtos exportados por empresas do município são os aviões, veículos, aparelhos de transmissão de telefonia celular, peças aeronáuticas, helicópteros, autopeças e produtos médicos. Uma gama muito mais diversificada do que a atual.

Os principais compradores no período foram à Argentina, Estados Unidos, China, Alemanha e Espanha. Os países do Mercosul, em especial a Argentina, eram os principais destinos dos produtos exportados por São José dos Campos, com 26% do total. A União Europeia, principal destino em 2010, ocupava o segundo lugar, com 21% das exportações. Os Estados Unidos respondiam por 16% do total.

Os Estados Unidos se consolidaram como o principal destino dos produtos locais  no exterior em 2015. O país recebeu 64% do valor total exportado pelo município no ano passado, contra 48,8% em 2014. Vem depois a Argentina com 4,06%, o México com 3,96% e a China tendo 3,93%.



Outras coberturas especiais


Ecos - Guerras, Conflitos, Ações

Ecos - Guerras, Conflitos, Ações

Última atualização 20 JUL, 11:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa