10 de Março, 2015 - 11:42 ( Brasília )

Aviação

ITA - Reitor surpreende e renuncia ao cargo

Reitor do ITA, o engenheiro, físico e matemático Carlos Américo Pacheco, pediu exoneração do cargo e deixará suas funções em 27 março. No dia 1º Abril assume a direção-geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, em Campinas


Júlio Ottoboni
Especial DefesaNet


Reitor do ITA, o engenheiro, físico e matemático Carlos Américo Pacheco, pediu exoneração do cargo e deixará suas funções no próximo dia 27 de março. Isso é tido como um duríssimo golpe no projeto de remodelagem e modernização do Instituto, que era calcado totalmente na figura do reitor. Pacheco é considerado no meio um dos mais importantes pesquisadores e administradores do segmento da tecnologia aeronáutica e estruturador das mudanças no ITA.

O comunicado foi conseguido com exclusividade pelo DefesaNet e foi divulgado na manhã desta terça, 10 de março, para os funcionários da entidade. Mas desde o final do ano passado já havia fortes rumores sobre a saída de Pacheco, que é professor titular na Unicamp, da reitoria do ITA. Com ótimo trânsito tanto no governo federal e em seus ministérios, como no governo de São Paulo, onde é respeitadíssimo, seu nome chegou a ser cogitado para assumir o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação quando da saída de Marco Antonio Raupp.

As obras de ampliação física do ITA começaram no mês passado. A intenção era dobrar a capacidade para receber estudantes de graduação em São José dos Campos e ainda investir na construção de outra unidade, provavelmente no nordeste.O projeto de expansão ampliará de maneira gradativa o total de vagas na graduação até alcançar a casa dos 1.200 alunos.

A primeira fase do projeto de expansão prevê investimentos de R$ 49 milhões pelo governo federal. O prazo para conclusão do primeiro módulo é de 12 meses. As novas vagas serão abertas a partir de 2017. Ao todo, o projeto prevê a construção de três novos prédios que devem abrigar novas salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório e alojamentos para os estudantes e um forte investimento também nas pós graduações diversificadas, tanto em mestrados como em doutorado.

Novas Funções

O engenheiro Carlos Pacheco assumirá a partir de 1 de Abril de 2015 a direção-geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, em Campinas. Em junho de 2014 ele já estava em contato com o Comitê de buscas do CNPEM como candidato ao cargo.

Em maio do ano passado, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) iniciou processo de seleção para a contratação do novo diretor-geral da instituição. O CNPEM é uma associação privada, sem fins lucrativos, qualificada como organização social pelo poder público para atuar nas áreas de materiais avançados, nanotecnologia, biociências e bioetanol.

Situado no Polo de Alta Tecnologia de Campinas, é integrado pelo Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) e Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE).

A maior parte do seu financiamento provém do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio de contrato de gestão, mas é significativo o aporte de outras fontes, originárias de agências de fomento, de empresas e de instituições internacionais.

O Conselho de Administração da instituição, com o auxílio de um comitê de seleção, procura um profissional capaz de formular estratégias de longo prazo, construir alianças, buscar alternativas para o crescimento do CNPEM e produzir resultados com sua capacidade de gestão e mobilização.

A nota diz:

São José dos Campos, 10 de março de 2015.

Caros Membros da Comunidade Iteana
 
Como é de conhecimento de todos, comuniquei aos Chefes de Divisão, aos Pró-Reitores e à Congregação do ITA minha intenção de deixar a Reitoria do ITA, bem como já solicitei ao Comandante da Aeronáutica minha exoneração.

A Congregação já aprovou por aclamação
a indicação do Professor Fernando Toshinori Sakane para ser o Reitor Interino a partir de minha saída. Não poderia haver melhor escolha: o Professor Sakane não apenas domina em profundidade todos os problemas do ITA, mas tem sido um verdadeiro mentor de todos nós. Estamos programando a transmissão do cargo para o próximo dia 27 de março e um Comitê de Alto Nível, nos mesmos moldes do que ocorreu quatro anos atrás, será instalado para iniciar o processo de seleção de um novo Reitor.
 
Queria com esta mensagem explicar as razões que me levaram a esta decisão e aproveitar para agradecer o convívio destes anos e a oportunidade que me deram de poder devolver ao ITA um pouco do muito que recebi dele.
 
Em primeiro lugar, como tive oportunidade de expressar no ofício encaminhado à Aeronáutica, quero esclarecer que esta decisão, embora motivada por vários fatores, foi especialmente decorrência de uma razão de ordem pessoal. Após três anos e meio morando no campus, prevaleceu a tese de voltar ao convívio diário com meus familiares.

Quero agradecer com sinceridade o acolhimento que tive por parte de todos, alunos, professores e servidores do ITA, dirigentes e colaboradores da Fundação Casimiro Montenegro Filho e da AEITA, e aos ex-alunos com quem convivi. Me sinto perfeitamente identificado com nossa comunidade, seus valores e aspirações. Me sinto lisonjeado com a generosidade com que sou tratado e reconfortado ao ver o comprometimento e o orgulho que todos temos por nosso Instituto.
 
Como tenho dito, o ITA é uma escola que prima pela qualidade, pelos preceitos de meritocracia e pelo talento. Já se fez muito pelo Brasil aqui e, com certeza, uma contribuição muito grande será dada pela pesquisa que realizamos e pelos engenheiros que formamos. O ITA se situa entre as pouquíssimas instituições que orgulham todos os brasileiros. Como ex-aluno já afastado da escola há algum tempo, poder retornar na condição de Reitor e poder auxiliar na definição do seu destino é algo que me honra muito

Tentei dar o melhor de mim nestes anos para abrir novas perspectivas, mostrar novos horizontes e possibilidades, angariar recursos, apoio e consolidar o projeto de ampliação do ITA, concebido ainda nas gestões dos Reitores Dr. Michal Gartenkraut e Dr. Reginaldo dos Santos, sempre com o decisivo apoio do Vice-Reitor Fernando Toshinori Sakane.
 
Meu maior empenho foi estimular nossa comunidade a ver este projeto de ampliação como uma imensa oportunidade de repensar o que fazemos, nas suas mais diversas dimensões: na renovação e flexibilização do ensino de graduação, na qualidade da pesquisa e da pós graduação, na ênfase na inovação, no empreendedorismo e nas parcerias com empresas, na frente da internacionalização e também, por que não, na dimensão jurídico-institucional, que permita superar as amarras administrativas que a escola enfrenta.

A renovação da
infraestrutura física, que finalmente se inicia com a construção do prédio do Fundamental, é parte desta agenda. Uma parte importante, pois, em conjunto com outras obras, melhorará nossas instalações e nossas condições de trabalho. Mas as novas edificações não podem ser vistas como o centro desta ampliação. O aspecto decisivo, estratégico por assim dizer, é restaurar o caráter radicalmente inovador e de uma escola experimental de engenharia, que o ITA tinha na sua origem.
 
Estou certo de que este projeto vale muito a pena e entusiasma muitas pessoas. Mas também estou certo de que não pode depender apenas de uma ou outra pessoa e que vai requerer uma equipe comprometida por um longo período. Grande parte desta equipe já está aqui na escola e a ela se somarão nos próximos anos novas pessoas. O entusiasmo e a capacidade de propor um futuro ambicioso é o que vai motivar esta equipe e que possibilitará trazer para cá outras pessoas talentosas que vão nos auxiliar a construí-lo.

Tenho certeza de que teremos sucesso nisto também, como em tantas outras coisa que já fizemos.

Com estima e respeito,

Carlos Américo Pacheco
Reitor do ITA


Nota DefesaNet

Leia matéria exclusiva com os planos para o ITA do então reitor Carlos Américo Pacheco:
O futuro da indústria aeronáutica do Brasil passa pelo ITA Link