14 de Fevereiro, 2018 - 18:00 ( Brasília )

Armas

Suíça - Cresce número de jovens atiradores



Aargauer Zeitung
via SwissInfo

 

 

O número de jovens suíços que participam dos chamados "Jungschützen", cursos de tiro para jovens, aumentou de 7.000 em 2015 para 10.079 em 2017, de acordo com dados da Swiss Shooting, a federação de tiro esportivo da Suíça.

Os cursos são projetados para adolescentes de 15 a 20 anos para prepará-los também para o recrutamento para o exército de milícia.

Foto mundialmente reproduzida. Duas jovens suíças pedalam para um competição de tiro em Lucerna. Foto via SwissInfo


As autoridades federais contribuem para a formação. No ano passado, o governo entregou 10.585 fuzis de assalto do exército e 930.000 rodadas de munição gratuita para os clubes de armas, informou o jornal Aargauer Zeitung (12FEV2018), no domingo. O apoio financeiro do Ministério da Defesa aos cursos de tiro para juniores chegou a 862 mil francos. Outros 65 mil foram gastos para a formação de instrutores juniores.

Acredita-se que o aumento de jovens atiradores esteja ligado a uma mudança na lei em 2016, quando a idade mínima para os participantes nestes cursos de preparação foi reduzida de 17 para 15 anos.

Alguns clubes da Suíça oferecem cursos de tiro para crianças de 8 a 10 anos. Os recém-chegados começam com pistolas e espingardas de ar comprimido, atirando a mais de 10 metros. Durante a prática de tiro de 300 metros, eles podem experimentar um fuzil de assalto do exército.

As leis de armas da Suíça e as altas taxas de posse de armas refletem a profunda convicção do país no direito de possuir armas e as necessidades do seu exército de milícia. Os clubes de tiro também são bem populares. A federação Swiss Shooting, uma das maiores federações esportivas do país, tem 133 mil membros.

Hoje, a Suíça tem uma das maiores taxas de posse de armas por habitante entre os países ocidentais. Estima-se que cerca de dois milhões estejam em circulação.




As armas são geralmente guardadas nos porões das casa suíças. Foto via SwissInfo



Nota DefesaNet

No mesmo momento em que DefesaNet republicava esta matéria da SwissInfo, que apareceu na imprensa suíça, em 12FEV2018, acontecia mais um tiroteio nos Estados Unidos.

Cabe a pergunta qual a diferença entre um país que o cidadão tem arma fornecida pelo próprio governo, em sua casa. E outro no que há fatos claros de desestabilização do cidadão e ataques com armas.

Recomendamos a leitura do
  Massacre de Las Vegas – Relatório Preliminar.

O Editor



O Editor