COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Geopolítica

16 de Fevereiro, 2017 - 09:40 ( Brasília )

Macri e Trump discutem preocupação com Venezuela em conversa por telefone


O presidente da Argentina, Mauricio Macri, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilharam sua "preocupação" com a Venezuela em um telefonema nesta quarta-feira, disse à Reuters o porta-voz de Macri.

Trump também convidou Macri para visitar os Estados Unidos, informou o gabinete da Presidência da Argentina em comunicado.

Os dois líderes falaram amplamente sobre a América Latina e a "Venezuela em particular", na conversa de cinco minutos de duração, segundo o comunicado.

Macri, líder de centro-direita que tomou posse no final de 2015 depois de mais de uma década de governo de esquerda na Argentina, também falou com Trump em novembro. Macri, um ex-empresário, conheceu Trump décadas antes, enquanto trabalhava em um negócio imobiliário para seu pai, Franco Macri.

Os líderes concordaram que seus ministros das Relações Exteriores, que têm reunião agendada para quinta-feira na Alemanha, determinarão as datas da visita de Macri, segundo o comunicado.

Maduro adverte Trump que responderá com firmeza a qualquer agressão

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, advertiu o presidente americano, Donald Trump, nessa quarta-feira (15), que responderá com firmeza a qualquer agressão do governo norte-americano ao país. A informação é da Agência France-Presse (AFP).

Ele ressaltou, porém, que não quer ter "problemas" com o republicano.

"Se nos agredirem, calados não vamos ficar. A Venezuela vai fazer barulho e muito barulho. O imperialismo chegou a um nível de desprestígio jamais visto", afirmou Maduro em um ato de governo, em sua primeira confrontação ao governo Trump.