COBERTURA ESPECIAL - Africa - Naval

19 de Abril, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Navio Patrulha Oceânico “Apa” participa de nova missão na África


No dia 6 de abril, o Navio Patrulha Oceânico (NPaOc) “Apa” atracou no Porto de Douala, cidade mais populosa de Camarões, ocasião na qual o Embaixador do Brasil em Camarões, Nei Futuro Bitencourt, foi recebido a bordo.


Exercício entre navio brasileiro e camaronês - Foto: MB

Durante a estadia em Douala, o Comandante do navio, Capitão de Corveta Jonathas Moscoso de Campos, acompanhado do Chefe de Estado-Maior do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, Capitão de Fragata André Vieira, e do Embaixador do Brasil em Camarões, realizou visitas protocolares ao Governador da Província de Littoral, Samuel Ivaha Diboua, ao 4º adjunto do Delegado do Governo da Comunidade Urbana de Douala, Louis Lucien Heurard Mandengue, ao Comandante da 4ª Junta Regional Militar, General de Divisão Sally Mohamadai, ao Comandante da Base Naval, Capitão de Mar e Guerra Nozana Christophe e ao Comandante do Centro de Coordenação Multinacional, Capitão de Mar e Guerra Fonkoua Sylvestre.

À noite, ocorreu uma recepção a bordo do navio brasileiro para autoridades civis e militares, empresários da região e para o embaixador brasileiro. A ocasião contou com um estande da Empresa de Gerenciamento de Projetos Navais para divulgação de produtos e serviços. No dia 8 de abril, ocorreu um jogo amistoso de futebol entre a Marinha de Camarões e o time do navio brasileiro, na Base Naval de Douala.

Ao desatracar do Porto de Douala rumo ao Porto de Accra, no dia 10 de abril, o NPaOc “Apa” realizou uma PASSEX pioneira com a Marinha de Camarões, por meio do Navio Patrulha “Le Ntem”, oportunidade na qual foram executados exercícios de manobras táticas e leap frog, contribuindo assim para a interoperabilidade e proficiência daquela Marinha.

NPaOc “APA” na “Obangame Express 2017”



O Navio Patrulha Oceânico (NPaOc) “APA” encerrou sua participação na operação “Obangame Express 2017”, no último dia 31 de março, ao atracar no Porto de Luanda, em Angola. Realizado na Costa da África entre 20 e 31 de março, abrangendo os litorais de Angola, República Democrática do Congo e República do Congo, o exercício preparou as Marinhas da República do Congo e de Angola contra as atuais ameaças globais que incidem na região do Golfo da Guiné.

Durante a “Obangame”, foram criados cenários de pesca ilegal, tráfico de drogas, tráfico de armas, sequestro de embarcação e tráfico de humanos, nos quais o “APA”, subordinado ao Comando do 1º Distrito Naval, foi palco de abordagens, simulando uma embarcação em situação ilegal.

Além das abordagens do navio patrulha, equipes brasileiras, composta por militares do Centro de Adestramento Almirante Marques Leão e do Grupamento de Mergulhadores de Combate, além da Marinha de Portugal, foram a bordo dos navios de Angola e da República do Congo a fim de instruir, observar e aprimorar os procedimentos.

Dessa forma, a Marinha do Brasil, por meio do NPaOc “Apa”, avaliou e exercitou a interoperabilidade regional e a proficiência marítima contribuindo para a capacitação dos países africanos em prover segurança marítima.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Especial MOUT

Especial MOUT

Última atualização 18 AGO, 21:00

MAIS LIDAS

Africa