COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

13 de Março, 2020 - 10:45 ( Brasília )

Operação Carro Pipa leva água potável à região semiárida brasileira


Mariana Alvarenga

Para atenuar o problema da escassez de água no semiárido brasileiro, o Exército realiza a Operação Carro Pipa. A missão tem como foco a distribuição de água potável para famílias dos municípios abrangidos pelo Polígono da Seca Nordestina, bem como o Norte de Minas Gerais e Norte do Espírito Santo. São cerca de 2,3 milhões de pessoas contempladas, recebendo 20 litros de água por dia durante todo o ano, nos 644 municípios atendidos.

A Operação ocorre durante todo o ano, com o apoio de 33 organizações militares envolvidas, com um total de 446 militares. Além desses, há 370 homens envolvidos na fiscalização da prestação de serviço nos mananciais, pontos de abastecimentos, estradas.

O Coronel Júlio Nascimento é Chefe do Escritório da Operação Carro Pipa. Ele explica que um dos desafios do programa é manter o nível de excelência do serviço prestado. “Além desse desafio, citaria o risco de nossas Instituições federais, estaduais e municipais não encontrarem soluções definitivas para a seca, que assola os nordestinos desde 1583”, completou.

A missão começou em 2000 e é coordenada pelo Exército Brasileiro. No início, era chamada Programa de Combate aos Efeitos da Seca, em 2005 foi renomeada para Programa Emergencial de Distribuição da Seca e, em 2015, passou a se chamar Operação Carro Pipa.

O Ministério da Defesa atua em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Regional no planejamento e desenvolvimento das ações de apoio à distribuição de água. Os recursos para a missão são provenientes da Secretaria Nacional de Defesa Civil.

“A água é vida. Levamos vida ao sertão e restituímos a dignidade do sertanejo. A água reduz a mortalidade infantil, fixa a população rural, potencializa as atividades de agricultura e pecuária familiares, a circulação de recursos na área do semiárido e consequente geração de milhares de empregos diretos e indiretos”, ressaltou o Coronel Júlio Nascimento.

O custo médio da Operação é de cerca de 700 milhões anuais, investidos, em sua maior parte, no pagamento dos quase cinco mil pipeiros, que distribuem a água com caminhões pipa. Eles percorrem cerca de 46 mil pontos de abastecimentos, em uma área de 1 milhão de km², o equivalente a três Alemanhas ou duas Franças.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Pandemic War

Pandemic War

Última atualização 31 MAR, 19:30

MAIS LIDAS

Mão Amiga