COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

13 de Setembro, 2019 - 11:00 ( Brasília )

Exército Brasileiro finaliza a entrega de mais de 300 poços artesianos no Semiárido Nordestino


O Exército Brasileiro encerrou, no mês de agosto de 2019, a Operação Semiárido, trabalho coordenado pelo Comando do 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E). A atividade consistiu na perfuração e instalação de mais de 300 poços artesianos na Região Nordeste do nosso país.

Por ser uma região com pouca incidência de chuva, com grandes taxas de evaporação, devido ao clima local, o Semiárido Nordestino tem emergência por água. Com a escassez do recurso hídrico, a busca na região passa a ser por água subterrânea. Por isso a necessidade de perfuração de poços artesianos para suprir as demandas das comunidades locais.

Iniciada em 2016, a Operação Semiárido foi resultado de uma parceria entre o Exército Brasileiro e o Ministério do Desenvolvimento Regional. O principal objetivo consistiu em fazer com que determinadas comunidades do Semiárido deixassem de depender da água proveniente de caminhões-pipa e passassem a ter sua própria subsistência hídrica. Em função disso, ainda na fase de planejamento, o estudo que definiu os pontos de perfuração foi feito com base no banco de dados da Operação Carro-Pipa, considerando beneficiar os municípios mais populosos e mais distantes dentro da logística da distribuição da água.

A Operação Semiárido abrangeu sete Estados da Região Nordeste. A previsão inicial era perfurar 400 poços artesianos, porém foram perfurados 193 além do previsto, chegando ao total de 593 perfurações. Como resultado, o Exército encontrou água em 302 locais de perfuração e instalou bombas e equipamentos para o processo de cloração. Parte da água encontrada possuía alto teor de sal, devido à influência do solo Semiárido. Para esses casos, foram instalados, também, 23 dessalinizadores, equipamentos de osmose reversa destinados ao tratamento da água salobra.

Todo esse trabalho, que durou três anos, foi executado por militares dos Batalhões de Engenharia subordinados ao 1º Grupamento de Engenharia, com o acompanhamento constante do Centro de Operações de Engenharia desse Grande Comando. Na entrega dos poços, cada comunidade contemplada recebeu capacitação do Exército para ficar em condições de realizar periodicamente a manutenção dos equipamentos.

No total, foram atendidos 80 municípios da Região Semiárida, sendo beneficiadas, diretamente, quase 69 mil pessoas. Para se ter uma ideia do impacto positivo na vida desses nordestinos, cabe salientar, comunidades que, antes, aguardavam a distribuição da água de um caminhão-pipa a cada dez dias, hoje, usufruem de uma quantidade de água equivalente a três caminhões-pipa por dia.

Segundo o Coronel André Ferreira de Souza, chefe da Subseção de Obras Hídricas do 1º Gpt E, o saldo da Operação Semiárido é bastante satisfatório, uma vez que seu custo correspondeu a 15,7 milhões de reais e a entrega dos poços passa a gerar uma economia aproximada de 6 milhões de reais por ano na Operação Carro-Pipa, ou seja, em menos de três anos, o investimento na Operação Semiárido estará recuperado, reduzindo futuros custos e deixando, permanentemente, o benefício de uma melhor qualidade de vida a milhares de sertanejos.

Fonte: 1º Gpt E

VEJA MAIS