COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

19 de Julho, 2017 - 10:50 ( Brasília )

CCOPAB prepara militares para Missão Humanitária


As missões das Forças Armadas, previstas no Art. 142 da Constituição Federal, são a defesa da Pátria, a garantia dos poderes constitucionais e a garantia da lei e da ordem. Decorrentes de sua destinação constitucional, existem servidões para as Forças Singulares, também com previsão legal, dentre as quais está a participação em operações internacionais.

Nesse contexto, no ano de 2010, foi criado, no Rio de Janeiro, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), subordinado ao Ministério da Defesa, a partir da estrutura de uma organização militar do Exército Brasileiro, o Centro de Instrução de Operações de Paz.

A fim de preparar militares designados para missões de paz, o CCOPAB conduz uma série de estágios, cursos e exercícios avançados. Um deles é o "Estágio de Desminagem Humanitária”, cuja última edição foi concluída em 14 de julho, após cinco semanas de trabalhos teóricos e práticos. O objetivo da atividade foi capacitar militares brasileiros e de nações amigas a serem monitores ou supervisores em missões sob a égide de organismos internacionais.

O Estágio, realizado no idioma espanhol, teve duas semanas iniciais de Ensino a Distância (EAD), seguidas de outras três presenciais. Durante a fase EAD, foram abordados temas como: cenário mundial de ações contraminas; missões e programas sob a égide de organismos internacionais; educação para o risco de minas; e assistência a vítimas.

Nas semanas presenciais, os estagiários tiveram contato e praticaram assuntos relativos à aplicação operacional e gestão de uma Organização de Desminagem Humanitária, procedimentos relativos à neutralização e destruição de minas e artefatos explosivos, além de tópicos referentes ao planejamento e condução das atividades de monitor e supervisor de desminagem humanitária.

Concluíram o estágio 20 militares do Exército Brasileiro, três do Exército da Colômbia, dois do Exército do Paraguai e um do Exército Argentino.



Fotos: CCOPAB /
Fonte:Agência Verde-Oliva - EB


VEJA MAIS