COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

15 de Maio, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Exército chega em Jaicós para substituir os pipeiros da região


Um comboio formado por 06 carros pipas e 20 homens do 25º Batalhão de Caçadores (25º BC), unidade do Exército Brasileiro com sede em Teresina, coordenada pelo capitão Berti chegou na manhã deste sábado (13) em Jaicós, com a missão de substituir os seis pipeiros da Operação Carro-Pipa no município, que se recusaram a dar continuidade ao abastecimento de água, logo após o Exército reduzir a quilometragem e a quantidade das carradas de água.

O anúncio da paralisação dos pipeiros foi dado na última terça-feira (9), durante reunião dos mesmos com membros da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), na Secretaria Municipal de desenvolvimento Rural.

Logo após a chegada do comboio do 25º BC, o capitão Berti se reuniu na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural com o secretário municipal de Desenvolvimento Rural e Recursos Hídricos, que presidente a COMDEC, Luvercy Carvalho, vice-prefeito Branco Rodrigues, que representa a EMATER na COMDEC, vereadora Oziana e cerca de 35 apontadores, que são responsáveis pelo controle da distribuição da água da Operação Carro-Pipa no município.

Durante a reunião o capitão Berti falou sobre o impasse com os pipeiros cadastrados pelos Exército para fornecer água à população da zona rural de Jaicós, dentro da Operaçao Carro-Pipa “Diante deste transtorno, e para que a população não fique sem água, o Exército numa atitude de minimizar esta situação, enviou estes meios (caminhões pipas e homens).

Uma emergência dentro de uma emergência, já que o programa por si só, já é emergencial”. O oficial também falou do tempo de permanência do comboio no município “Desde já essa equipe vai cumprir a planilha.

Os prestadores de serviço (pipeiros) tinham um cronograma durante o mês e nós vamos dar continuidade, apesar do atraso. Só vamos embora quando terminar.

Acredito que em menos de vinte dias concluiremos”, informou. Segundo o capitão Berti a a água que vai abastecer a população será fornecida pelo 3º Batalhão de Engenharia e Construção em Picos (3º BEC) “Vamos atrasar os trabalhos devido à distância, são 50 km, mas foi o único manancial encontrado, sem ônus (gasto) para o Exército, já que o município, nem o estado, não tem como arcar com a despesa da água nesta operação”.

Fonte: Com informações do Portal Saiba Mais

VEJA MAIS