COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

22 de Março, 2017 - 09:00 ( Brasília )

EB - Mão amiga que vai de Norte a Sul do Brasil


Seja na Aldeia São José do Apaporis, no Amazonas, ou na cidade de Castro, no Paraná, as ações cívico-sociais, também conhecidas por seu acrônimo (ACISO), são realizadas pelo Exército Brasileiro, promovendo a cidadania, a cultura e a qualidade de vida para a população.

Atendimento médico e odontológico, incentivo ao patriotismo, oficinas recreativas, cortes de cabelo e distribuição de material de leitura para as crianças são algumas das atividades desenvolvidas pelos nossos militares nos diversos rincões do Brasil.

A integração das organizações militares do Exército com a comunidade local já é tradição, levando auxílio e assistência por intermédio da mão de obra existente nos quartéis.

No mês de março, duas atividades podem ser destacadas para ilustrar esse tipo de ação comunitária: uma no Amazonas e outra no Paraná. Na Aldeia São José do Apaporis, comunidade de Vila Bittencourt, localizada na divisa do Brasil com a Colômbia, onde residem aproximadamente 400 indígenas da etnia Maku-Yuhup, militares do 3º Pelotão Especial de Fronteira do Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva dedicaram um dia para assistência à população, que teve a possibilidade de realizar consultas e exames laboratoriais. Medicamentos, leite em pó e material de leitura foram distribuídos.

Já na cidade de Castro, no Sul do Brasil, militares do 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado participaram de um grande mutirão da saúde, em parceria com outras instituições, como a Cruz Vermelha e a Prefeitura Municipal. A equipe de saúde da organização militar trabalhou tanto na parte dos atendimentos quanto na de conscientização da comunidade, com dicas de saúde.

As ACISO representam a mão amiga do Exército Brasileiro e, com frequência, ganham espaço na agenda das Unidades. Elas possibilitam que a população conheça melhor o seu Exército, utilizando o engajamento do soldado brasileiro para ajudar comunidades e promover o bem-estar social. É a mão amiga presente de Norte a Sul no País.

61º BIS desencadeia Operação Batismo no município de Mâncio Lima, no Acre

Entre 13 a 15 de março, o 61º Batalhão de Infantaria de Selva (61º BIS) deflagrou a “Operação Batismo”, com a intensificação da presença do Exército Brasileiro na faixa de fronteira, visando à prevenção e à repressão aos ilícitos transfronteiriços, locais e ambientais.

A operação foi desencadeada no município de Mâncio Lima, no Estadodo Acre, compreendendo a calha do Rio Môa, nas comunidades República e Meia Dúzia, e a calha do Rio Azul, na comunidade Três Unidos, com o patrulhamento fluvial e arevista de pessoas e embarcações.

Houve, também, o patrulhamento na trilha do Igarapé São Pedro, local em que desborda o Destacamento Especial de Fronteira do 61º BIS, em São Salvador, sendo realizadas Patrulhas com check point e posto de bloqueio e controle fluviais.

Simultaneamente, foram desenvolvidas ações cívico-sociais, com atendimento médico, pela equipe de saúde do Batalhão, aos moradores dessas comunidades. Cabe ressaltar que o Pelotão foi constituído basicamente por militares recém-chegados à Guarnição de Cruzeiro do Sul e recém-egressos do Estágio de Adaptação à Vida na Selva


VEJA MAIS