COBERTURA ESPECIAL - 11/Setembro

03 de Dezembro, 2019 - 10:50 ( Brasília )

Comandante de Preparo participa de Análise Durante Ação do EXOP Tinia

Na Ala 3, Tenente-Brigadeiro Egito esteve presente na Análise Durante Ação (ADA) do Exercício

O Comandante de Preparo (COMPREP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, esteve na Ala 3, Organização Militar da Força Aérea Brasileira (FAB) sediada em Canoas (RS), para participar da Análise Durante Ação (ADA) do Exercício Operacional (EXOP) Tinia, reunião que discute o aproveitamento obtido na primeira fase do EXOP para buscar melhorias ainda durante a mesma.

O Tenente-Brigadeiro Egito falou sobre a importância da análise para o andamento do EXOP Tinia, que simula um ambiente de guerra convencional. "O grande objetivo é dar treinamento para as tripulações, de forma adequada àquele cenário, ou seja, desenvolver as competências que nós estabelecemos durante o planejamento da atividade, em sede. Então, esse é o momento no qual paramos, analisamos o que já fizemos e o que podemos corrigir para, ainda durante o Exercício, obter melhores resultados e atingir as metas", disse.

O Tinia reúne as Aviações de Caça, Transporte, Asas Rotativas e Reconhecimento durante 16 dias na Ala 3, em Canoas, e na Ala 4, em Santa Maria (RS), para treinar o cumprimento de diversas Ações de Força Aérea. Além dos Esquadrões Aéreos, o Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1º GCC) e os Grupos de Defesa Antiaérea (GDAAE) também participam do Exercício. Entre as aeronaves empregadas estão os caças F-5M, A-1 e A-29; a aeronave-radar E-99; as aeronaves de reconhecimento R-99, R-35AM e R-35A; as aeronaves de transporte C-130 Hércules e C-105 Amazonas; e os helicópteros H-60L.

O Comandante da Ala 3 e Diretor do Exercício, Brigadeiro do Ar Raimundo Nogueira Lopes Neto, também esteve na ADA e falou sobre o progresso alcançado durante o treinamento. “Estamos certos de que há uma evolução em cada Exercício e os militares se sentem cada vez mais confiantes. Os equipamentos são importantes, mas o treinamento é fundamental”, concluiu.

Fotos: Sargento Bianca Viol/CECOMSAER